ESTEIO – Bem-Estar Animal resgata cachorro obrigado a inalar fumaça de maconha

Um cão obrigado pelo seu tutor a inalar fumaça de um cigarro de maconha foi resgatado por fiscais da Unidade de Bem-Estar Animal (BEA) na manhã desta segunda-feira (19). O animal ficará sob a tutela do BEA no Canil Municipal até que a Justiça defina o caso.

Há cerca de um mês, a Ouvidoria recebeu uma denúncia anônima de maus-tratos ao cachorro conhecido como Pirata, que ficava num apartamento junto com o dono no Bairro Tamandaré. Anexo à denúncia, tinha um vídeo com o flagrante do homem jogando o cão para cima e fazendo com que ele inalasse a fumaça do entorpecente. A Ouvidoria encaminhou o caso para o BEA, que então foi à Justiça e conseguiu um mandado de busca e apreensão.

Nesta segunda-feira, com apoio de agentes da Delegacia de Polícia Civil de Esteio e da 2ª Delegacia Regional Metropolitana, os fiscais do BEA foram até o apartamento recolher o cão que não tem raça definida. O proprietário não reagiu ao mandato e entregou o cachorro de oito anos aos servidores do BEA.

A Polícia Civil vai indiciar o homem por maus-tratos, o que pode levar, se condenado, a uma prisão de dois a cinco anos. Ele já possui antecedentes criminais por lesão corporal e perturbação da tranquilidade.

Denuncie
O esteiense que flagrar maus-tratos aos animais deve fazer a denúncia através da Ouvidoria da Prefeitura. O contato pode ser feito pelo DiscEsteio, pelo telefone 0800-541-0400 (de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30min das 12h30min às 18h), por WhatsApp, pelo número 98600-7011 (de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30min das 12h30min às 18h) ou, ainda, pelo aplicativo eOuve, disponível no site www.esteio.eouve.com.br e nas lojas de aplicativos Google Play e App Store.. O contato também pode ser feito presencialmente no setor de Atendimento ao Cidadão (Rua Eng. Hener de Souza Nunes, 150, de segunda a sexta-feira, das 12h30min às 18h).