Ação itinerante de educação ambiental em Esteio orienta moradores sobre Ecolegal

Com a ideia de levar temas sobre os cuidados ambientais para mais perto dos esteienses, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) desenvolveu o projeto Educação Ambiental Itinerante. Uma das primeiras ações tem como objetivo visitar e conscientizar moradores próximos de pontos com Ecolegal para explicar a maneira correta do descarte de itens nesses locais. A medida teve início nessa terça-feira (1º) no Parque Primavera.

 

 

A região recebeu, no último dia 24, cinco contêineres, colocados na esquina da Rua Dalva de Oliveira com a Estrada do Boqueirão, para descartes de galhos, madeiras e grama, rejeitos volumosos (móveis), resíduos da construção civil e até mesmo lixo doméstico, ainda que a região seja atendida pelo caminhão que faz o recolhimento desses detritos e, também, pela coleta seletiva. Um recuo foi construído especialmente para facilitar o descarte sem atrapalhar a circulação de veículos.

 

A coordenadora do Departamento de Educação Ambiental da SMMA, Daniela Tomaz, distribuiu panfletos informativos e alertou sobre a importância das denúncias em caso de descarte irregular. Também estiveram presentes no local os secretários municipais de Obras e Serviços Urbanos, Flávio Ourique, e de Meio Ambiente, William Papi, para acompanhar a ação.

 

Para a moradora Ivonice Lara de Morais, diarista, a instalação do Ecoponto é uma conquista para o bairro. “Depois do plantio de mudas de árvores melhorou, mas mesmo assim sempre tem alguém que joga uma sacola, que acha longe ir até o local de descarte. Com a instalação do Ecolegal, melhorou 100% o bairro”, comentou.

 

Outros três bairros receberão a visita nessa semana. Nesta quarta-feira (2), será a vez do São Sebastião; na quinta-feira (3), a equipe vai até o São José; e na sexta-feira (4) a ação ocorre no Santo Inácio.

 

O Educação Ambiental Itinerante tem como objetivo principal criar um canal de comunicação com a população, para debater assuntos ambientais e lembrar sobre a responsabilidade que cada um tem em relação aos cuidados e preservação dos recursos naturais. A proposta é se aproximar da comunidade, seja em visita às casas ou realizando palestras em locais mais críticos de poluição, por exemplo, expandir a educação ambiental no Município, mudar hábitos prejudiciais, formar cidadãos que difundam os cuidados e aumentar a visibilidade do tema em todas as regiões de Esteio. A previsão é visitar pelo menos um bairro por mês.

 

Ecoponto e Ecolegal recebem descartes de resíduos específicos em pequenas quantidades

Além do Ecolegal na Dalva de Oliveira, Prefeitura de Esteio também disponibiliza papa-entulhos do Ecolegal em outros sete pontos da cidade (veja os endereços abaixo). Periodicamente, é feita a substituição dos contêineres cheios por outros vazios, dando o encaminhamento correto aos materiais recolhidos.

 

Restos de obras, madeiras, podas de árvores, móveis velhos, bateria de celular, pilhas em geral, óleo de cozinha usado e todos os recicláveis (metais, vidros, plásticos, papéis e eletrônicos, entre outros) podem ser descartados, de graça, no Ecoponto do Bairro Olímpica, localizado na Rua da Paz, próximo ao Cemitério 2 de Novembro (aberto de segunda-feira a sábado, das 8h às 11h30min e das 13h às 17h). Restos de construção civil, podas de árvore e madeiras também podem ser descartados no Ecoponto do Novo Esteio, que fica na Rua Monteiro Lobato, próximo à esquina com a Av. Rio Branco (de segunda-feira a sábado, das 8h15min às 11h e das 13h às 17h).

 

Somente pessoas físicas podem utilizar os serviços, restrito a 1 m³ por pessoa por mês (para comparação, é o volume equivalente a uma caixa d’água de 1 mil litros). No caso de empresas, de materiais que não são aceitos no Ecoponto ou no Ecolegal, ou para medidas maiores a 1 m³, será necessário fazer o descarte adequado de seus resíduos através de outros meios, contratando serviços particulares com, por exemplo, tele-entulho.

 

Descartar resíduos em áreas públicas ou terrenos baldios particulares é crime e pode gerar multa. No caso de flagrantes de pessoas depositando material em área irregular, a denúncia pode ser feita para a Patrulha Integrada de Proteção Ambiental (Pipa) pelo DisquEsteio (0800-541-0400) ou pelo telefone da Guarda Municipal (153).

 

Ecoponto

Bairro Olímpica

Onde: Rua da Paz, próximo ao Cemitério 2 de Novembro
Atendimento: de segunda-feira a sábado, das 8h às 11h30min e das 13h às 17h
O que pode ser descartado: Resíduos de construção civil, podas de árvores (galhos), madeiras, móveis velhos, bateria de celular, pilhas em geral, óleo de cozinha usado e recicláveis (metais, vidros, plásticos, papéis e eletrônicos, entre outros)

Novo Esteio

Onde: Rua Monteiro Lobato, próximo à esquina com a Av. Rio Branco
Atendimento: de segunda-feira a sábado, das 8h15min às 11h e das 13h às 17h
O que pode ser descartado: Resíduos de construção civil, podas de árvores (galhos) e madeiras

 

Ecolegal

* Rua Dalva de Oliveira, esquina com a Estrada do Boqueirão
* Canteiro central da Avenida João Frainer, em frente ao número 1131 (próximo à esquina com a Avenida Garcia Lorca) – Santo Inácio
* Canteiro central da Avenida João Frainer, 103 – Santo Inácio
* Rua Rio Grande, rótula da Avenida Brasil
* Rua Alvício Nienow, esquina com a Rua Erico Verissimo
* Campo de futebol da Vila Cruzeiro
* Rua 8 de Março (campo de futebol)
* Rua Francelino Viana – antigo campo de futebol do Ouro Verde (Vila Esperança)