fbpx
28.1 C
Rio Grande do Sul
segunda-feira, setembro 20, 2021

O Brasil Feudal

Caros leitores , na coluna desta semana compartilho um pensamento que nos levará a reflexão que vivenciamos um novo tipo de Feudalismo mais moderno e assim explico nas concepções históricas.

O Brasil pode ser visto como um grande Feudo, ou seja uma terra produtiva entregue a quem dela queira tirar proveito, com isso temos concessões, incentivos e benefícios através de leis e programas governamentais, no mundo moderno sabemos da importância agrícola que temos e a capacidade de alimentar o mundo, como as terras são propriedades particulares, coube a esses empresários do agronegócio o aguardo também das condições econômicas de plantio, pois, esse costume de incentivar a agricultura perpetua a razão para manter se ativa. Podemos concluir que raramente se viu esse setor produtivo ir contra qualquer governo, indo apenas queixar se quando desfavorável lucro ou perda por ação da natureza.Portanto poderemos dizer que esses são os vassalos modernos e possuem estatus diferenciado na pirâmide do Brasil Feudal .

O Governo lógico é o Soberano, que tem a capacidade de exigir com impostos o pagamento dos tributos, imposição de regras e controle do estoque quando tiver interesses para a mantença de alimentos em solo para não existir escassez. Aliado a outros deveres na atribuição de Estado como o dever de proteger as liberdades civis, promovendo segurança, paz, liberdade e justiça. Não podemos esquecer da importância de manter se a Democracia , pois, sem ela teríamos inúmeras revoluções e insatisfação dos “Camponeses” paralizando parte da cadeia essencial do regime de poder. 

Por ironia denomino como Clero nosso sistema Judicial e suas Cortes em todos os níveis , pois, essencial ter o povo a ela clamar e esperar resultados de demandas que os acolhem,observo que o vilão no pensamento popular é o STF que como um Arcebispo Manipulador atrapalha o reinado do Soberano em suas atuações e entendimentos diversos . Como a Igreja no passado , nesta nova análise é revelador que um país sem justiça é um país sem ordem, já no passado a Igreja era importante órgão no papel de manter a sociedade abaixo das suas asas , para colher informações e receber agrados em troca de apoio político e militar ao Soberano.

Quanto a Nobreza esta vou deixar a classe política brasileira , pois, distinta em sua representação parece não sofrer quaisquer contratempo ou dificuldade ,permanecendo em pleno vigor na busca de interesses que a protejam e ajudam a ficar com esses estatus diferenciado, quase secreto e com muitas regalias.

Enfim os demais classes comuns vou dizer que são os Camponeses ou uma baixa Burguesia, ou seja milhares de brasileiros divididos em opiniões e crenças, mas honestos no cumprimento de seus afazeres e obrigações para o Soberano que muitas vezes transfere a Nobreza igual atuação e admiração a posição que ocupam nesta pirâmide moderna .

Concluo pensamento desta semana com a análise que poderemos logo avançar para tempos modernos e tecnológicos, revendo nossos valores como educação, retomada da economia e valorização do voto como ferramenta de tornar nossa sociedade mais justa e menos influenciada em assistencialismos , pois em tempos de eleições antecipadas será através do voto e também de outras formas de participação da população e da a sociedade, é que teremos o direito de escolher os rumos que desejamos para nós e o futuro.

Sobre o Autor : Advogado , Jornalista e Observador Político

Sobre : Eduardo na Política

Coluna voltada a reflexão política, definição de termos políticos e história política

Instagram : @eduardonapolitica

Conteúdo Pagospot_img
Eduardo Maluhyhttps://realnews.com.br/
Advogado em Porto Alegre , Jornalista e Observador Político Coluna voltada a reflexão, história e conhecimento político
Ultimas
Conteúdo Pago
Leia também
Conteúdo Pago