Partida marcada para esse sábado às 11h contra a equipe do Brasil de Farroupilha no Estádio Antônio Vieira Ramos, jogo segue sem público.

 

As Tricolores estão prontas para dar início no Campeonato Gaúcho, em busca do tetracampeonato, o Grêmio estreia na competição amanhã, sábado (18), contra o Brasil de Farroupilha, às 11h no Vieirão. Lembrando que o feminino foi campeão nos anos de 2000, 2001 e 2018.

A Técnica Patrícia Gusmão salienta:  “Esse período de treino é sempre importante porque conseguimos repetir as ações que queremos automatizar e facilitar para as atletas dentro de campo. Buscamos a cada semana evoluir, trabalhando o que foi identificado no Brasileirão e que ainda precisa melhorar para chegarmos mais próximo do título deste ano”. 

As gurias treinaram um mês antes dessa estreia, desde que caíram nas semifinais do Brasileirão para a equipe do Palmeiras.

Paty Gusmão conta com os retornos das meio-campistas Kika e Jé Alves, que pela primeira vez, após recuperação de cirurgia para corrigir ligamento cruzado do joelho, estarão à disposição. Os desfalques da partida são: a goleira Lorena que está Defendendo a Seleção Brasileira ( inclusive está no banco, ela que foi a primeira atleta Gremista a ser relacionada para uma partida da Seleção Feminina Principal ) assim como a zagueira Patrícia Maldaner, lateral Laís Giacomel e meia Rafa Levis, que estão à serviço da Seleção Sub-20.

Patrícia Gusmão fala sobre o acréscimo das meninas do Sub-18 na competição deste ano:  “A partir do segundo ou terceiro jogo, iremos utilizar algumas atletas e por isso introduzimos algumas delas aos treinos, como já vinha acontecendo no Brasileiro e se intensificou agora. Aos poucos estamos dando oportunidade, proporcionando a elas essa experiência com a equipe profissional, entrosamento com as atletas e adaptação ao nosso trabalho, fazendo com que sintam-se à vontade para darem o melhor e ajudar a equipe, se sentindo parte do processo. Isso é importante para nós e para o Clube.”, 

O Grêmio trabalha para encerrar o ano coroando a temporada de muito trabalho e manter a equipe entre as melhores do Brasil, com o título estadual. “Vamos seguir trabalhando e evoluindo. Quem acompanha o trabalho nos últimos dois anos vê a mudança na nossa postura. Antes, nos defendíamos muito e hoje estamos propondo muito mais o jogo. É uma equipe jovem, que precisa evoluir em alguns momentos decisivos, precisa encontrar soluções para as dificuldades dentro do jogo e conseguir os resultados positivos e é isso que faremos durante esse período até o fim do ano. Não vejo, hoje, um disparidade entre as duas maiores forças do Rio Grande do Sul, vejo a nossa equipe muito forte e seguiremos trabalhando para que a gente conquiste, jogo a jogo, uma vaga na final da competição e o título”, encerra Patrícia Gusmão. 

 

Fotos: Jéssica Maldonado / Grêmio FBPA