28.3 C
Canoas
segunda-feira, outubro 19, 2020

Novo Hamburgo – Rede Municipal de Ensino retoma ano letivo

Após período de planejamento e formação de professores, Secretaria de Educação apresenta reorganização do calendário escolar valorizando autonomia dos professores e utilizando recursos tecnológicos.

Leia Mais

Grêmio acerta com Diego Churín

Conforme o empresário do jogador Diego Churin, Grêmio e o centroavante acertaram tempo de contrato e salários.O representante do jogador, Maxi Pra, revelou em...

Grêmio quer os áudios do VAR durante o jogo contra o São Paulo

A patifaria dos senhores Elmo Cunha(GO) e Rafael Traci(SC) durante o jogo entre São Paulo e Grêmio é algo que ainda dará muito assunto....

Grêmio se sente “assaltado” e direção solta o verbo

O placar do jogo não refletiu o que foi a partida. Com um Grêmio muito melhor que o adversário, a equipe de arbritagem foi...

Grêmio joga melhor, mas fica no 0x0 contra o São Paulo

Grêmio dominou boa parte da partida contra o São Paulo no Morumbi. Tricolor gaúcho se impôs diante do adversário paulista que jogava em casa...

A suspensão das aulas presenciais, medida adotada no combate à transmissão do novo coronavírus apresentou desafios para estudantes, professores e gestores de educação. No caso da Rede Municipal de Ensino de Novo Hamburgo, enquanto a recomendação é de que as pessoas evitem contato físico e aglomeração, a tecnologia tem sido importante aliada para a realização de ações da Secretaria de Educação (SMED). Ainda em abril, a pasta lançou o programa “Reflexões e aproximações em tempos de quarentena”, iniciativa que promove uma série de formações e atividades planejadas e pensadas com foco nos desafios impostos neste período de transformações e oportunidades. “Ninguém estava preparado para tantas mudanças e tão rápidas. Diante deste novo cenário para todos, a tecnologia é uma ferramenta importante, mas não resolve todas situações. É preciso investir na formação do professor para esta realidade, valorizando o vínculo e investindo no planejamento das ações. A intencionalidade pedagógica do professor jamais será substituída pela tecnologia”, explica a secretária de Educação, Maristela Guasselli.

Os meses seguintes foram para intensificar a oferta de formação dos professores para o uso das ferramentas tecnológicas e as possibilidades do ensino remoto e, principalmente, de aproximação dos estudantes com atividades de acolhimento e escuta das famílias que também tiveram suas rotinas impactadas pelas consequências da pandemia. Como forma de manter e fortalecer os vínculos, as escolas utilizaram diferentes estratégias, especialmente publicando ações lúdicas nas redes sociais. Da mesma maneira, a SMED realizou uma série de transmissões ao vivo com a participação de especialistas em diferentes temas. Foram 13 lives exibidas no canal da secretaria no YouTube e que já somam cerca de 80 mil visualizações.

A SMED retoma o ano letivo a partir 3 de agosto com encerramento previsto para 19 de janeiro de 2021. A decisão, tomada pela comissão responsável pela reorganização do Calendário Escolar, é consonante à homologação do Ministério da Educação (MEC) ao Parecer nº 11/2020 do Conselho Nacional de Educação (CNE), que autoriza e dá orientações educacionais para a realização de aulas e atividades pedagógicas não presenciais no contexto da pandemia.

A Secretaria de Educação desenvolveu para esse tempo de atividades remotas um Plano Pedagógico que vem subsidiando e qualificando o planejamento e as ações dos professores, sem tirar deles a autonomia pedagógica. Os planos pedagógicos são fundamentados na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), no Referencial Curricular Gaúcho e nos documentos orientadores da Rede Municipal de Ensino. As escolas também vêm desenvolvendo estratégias de busca ativa para aqueles estudantes que apresentam dificuldade no acesso às tecnologias de comunicação. Nestes casos, também serão disponibilizados materiais impressos, cujo envio seguirá as recomendações do Plano de Contingência e protocolo de higienização para as escolas municipais.

Google for Education

Desde 2018, a Secretaria de Educação (SMED) mantém convênio com a Google para utilização do GSuite for Education, um conjunto de soluções tecnológicas voltadas ao ambiente escolar. A partir desta ferramenta, todos os estudantes e professores que atuam nas escolas municipais e espaços pedagógicos têm acesso a recursos como sala de aula virtual (Classroom), realização de webconferência (Hangouts Meet), compartilhamento de materiais e trabalhos colaborativos (Drive), entre outros. Estas ferramentas podem ser utilizadas em qualquer computador conectado à internet.

Para auxiliar os educadores no uso das ferramentas, a SMED produziu e disponibilizou uma série de tutoriais sobre cada um dos recursos oferecidos no GSuite for Education. São explicações detalhadas de como utilizar a plataforma desde as instruções básicas até as avançadas. Os professores também contam com espaço pedagógico específico para auxílio nos temas relacionados ao uso da tecnologia. O Centro de Experimentação, Pesquisa e Inovação Científica (CEPIC), espaço pedagógico mantido pela SMED, promove capacitações e presta assessorias para as escolas.

Vamos aprender

Outro recurso pedagógico disponível para os professores da Rede Municipal de Ensino de Novo Hamburgo o Vamos Aprender, uma plataforma com programas audiovisuais educativos que contribuem para o desenvolvimento das habilidades propostas pelos documentos orientadores da Rede Municipal de Ensino. Cada temática, dentro das áreas do conhecimento, é abordada de forma didática e interativa.

A iniciativa é resultado de uma parceria da SMED com o projeto Vamos Aprender, que foi desenvolvido pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), com apoio da Fundação Lemann, Fundação Roberto Marinho, do CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira) e da Unesco. O projeto ‘Vamos Aprender’ disponibiliza, gratuitamente, videoaulas para redes de ensino com conteúdo dirigido a estudantes de todas as etapas da educação básica. O conteúdo oferecido conta com parceria de várias instituições, como Canal Futura, Khan Academy, MultiRio, entre outras, que disponibilizaram gratuitamente seus materiais pedagógicos. No total, são 320 programas pedagógicos disponíveis, que envolvem desde vídeos interativos, com conteúdo didático e atividades, até textos e orientações. Todas as áreas de conhecimento são contempladas no conteúdo.

Os professores têm acesso aos roteiros e vídeos e podem definir aqueles temas que apresentarão às turmas.

Educar pra Valer

Outra parceria importante tem sido realizada com o Instituto Bemcomum e a Fundação Lemann. O programa “Educar pra Valer”, voltado para o processo de alfabetização oferece assessoria pedagógica à Secretaria de Educação, equipes diretivas e professores alfabetizadores.

More articles

- Advertisement -

Ultimas

Grêmio acerta com Diego Churín

Conforme o empresário do jogador Diego Churin, Grêmio e o centroavante acertaram tempo de contrato e salários.O representante do jogador, Maxi Pra, revelou em...

Grêmio quer os áudios do VAR durante o jogo contra o São Paulo

A patifaria dos senhores Elmo Cunha(GO) e Rafael Traci(SC) durante o jogo entre São Paulo e Grêmio é algo que ainda dará muito assunto....

Grêmio se sente “assaltado” e direção solta o verbo

O placar do jogo não refletiu o que foi a partida. Com um Grêmio muito melhor que o adversário, a equipe de arbritagem foi...

Grêmio joga melhor, mas fica no 0x0 contra o São Paulo

Grêmio dominou boa parte da partida contra o São Paulo no Morumbi. Tricolor gaúcho se impôs diante do adversário paulista que jogava em casa...

Agenda dos Candidatos – NOVO faz carreata pela cidade com presença do Deputado Van Hattem

O candidato Camilo Bornia juntamente com seu vice Gilberto Manfroi promoveram uma carreata com a participação do Deputado Federal Marcel Van Hattem e com...