fbpx
28.1 C
Rio Grande do Sul
segunda-feira, setembro 20, 2021

Ensaio a Contracultura

Essa semana trago aos leitores desta coluna uma reflexão sobre o Brasil do presente e a importância da multidiversidade que é tomada a nossa sociedade. A reflexão é pautada se os novos comportamentos podem influenciar a classe política brasileira em todas as suas esferas.

O Brasil atual já não comporta tantos regionalismos, pois, esses foram tomados pela ação da contracultura que tem a finalidade de opor se, não importando o resultado ou ação governamental.

Muito diferente da ideia atual a contracultura no passado teve como objetivo instituir o padrão de comportamento para a população, tanto dos Estados Unidos quanto da antiga União Soviética, causando até equivocos em sua interpretação pois ,o movimento americano estava se opondo ao próprio padrão de vida que ligava o consumo à felicidade vindo a combater o capitalismo e o consumo irracional.

De maneira idêntica ao passado , temos no nosso caso a massiva ação consumista contra a população de qualquer classe ou recursos , a ponto de estas se tornarem pontos principais das propagandas publicitárias.

Nos dias atuais temos uma reflexão que a junção das duas culturas americana/russa , criou se a nossa contracultura que foi exposta no passado através do Tropicalismo, Jovem Guarda e outros movimentos posteriores,perdendo hoje qualquer identidade de protesto lógico, pois acreditamos politicamente que povo feliz é aquele que pode consumir e pagar impostos .

Atualmente não se fala nos dois lados ideológicos que dividem o país, de qualquer ação de divergência ao consumo, pelo contrário, exige se mais condições políticas, como direito fosse para fazer se uso deste .

Não estranhe se alguém brigar pelo direito de acesso a internet ao invés da saúde, pois, este brigará para poder usar seu celular com muitos recursos adquiridos com muito suor ou benefício.

Nossa contracultura se restringe ao protesto sem argumentos de um Brasil que cresceu em todos os Governos com as mais variadas gestões partidárias a sua frente, não bastanto o progresso e a melhora de vida; a cada dia queremos mais fazendo bem menos, a contracultura nos trouxe exemplos vazios de cidadania, onde o importante é estar ao invés de ser pela conquista e competência ; diante desse posicionamento escolhemos nossos representantes por sua aparência e marketing pessoal sem se importar com a capacidade de realizações e interesses coletivos.

Concluo que a nova era a que estamos expostos deverá potencializar o individualismo coletivo deixando aflitos os ordeiros e simpatizantes de qualquer corrente que estiver em situação de governo, enfim bem vindo a contracultura brasileira.

Sobre o Autor : Advogado , Jornalista e Observador Político

Sobre : Eduardo na Política

Coluna voltada a reflexão política, definição de termos políticos e história política

Instagram : @eduardonapolitica

Patrocinado : “ Descubra como sair da fila do SUS”. Conheça o Clude

Conteúdo Pagospot_img
Eduardo Maluhyhttps://realnews.com.br/
Advogado em Porto Alegre , Jornalista e Observador Político Coluna voltada a reflexão, história e conhecimento político
Ultimas
Conteúdo Pago
Leia também
Conteúdo Pago